RMoura ABett Rallys

Lotus Rallye 2017 :: Moura vence Lagoa Stage

Arrancou esta sábado, 8 de julho, o Lotus Rallye, edição de 2017, com a realização de dupla passagem por Lagoa Stage em género de super especial e como ‘aperitivo’ para o que se pode esperar daquela que é a quarta prova do Campeonato de Ralis dos Açores.

 

Contando com 18 equipas inscritas, onde constam cinco viaturas do tipo R5 – aos Fiesta R5 de Moura e Rego e ao DS3 R5 de Rodrigues, juntaram-se Hugo Mesquita também em Fiesta R5, o mesmo carro com que Fernando Peres participou no Azores Airlines Rallye de 2016 e ainda o continental Diogo Salvi, com o seu Skoda Fabia R5 – e um único RC2N, com Pedro Vale ao volante, assim como várias viaturas de duas rodas motrizes, deu-se o arranque para mais uma jornada competitiva inserida na principal competição de ralis dos Açores, cujo quartel general voltou a ficar instalado no NONAGON Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, em Lagoa.

 

Primeira passagem pelos pouco mais de 2 quilómetros de extensão de Lagoa Stage, em figurino idêntico ao da prova especial inaugural da edição de 2017 do Azores Airlines Rallye, e, na estrada, são Ricardo Moura e Sancho Eiró (Ford Fiesta R5) a registar o crono mais rápido, sendo seguidos por Luís Miguel Rego e Jorge Henriques (Ford Fiesta R5) e por Ruben Rodrigues e Luís Furtado (Citroen DS3 R5). Diogo Salvi e Carlos Magalhães (Skoda Fabia R5) registam o quarto melhor tempo, seguindo-se-lhes Hugo Mesquita e Jorge Diniz (Ford Fiesta R5) e Pedro Vale e Rui Medeiros (Mitsubishi Lancer Evo IX).

 

Nas duas rodas motrizes, Rafael Botelho e Nuno Rodrigues da Silva (Citroen DS3 R3T) eram os mais rápidos, com Bruno Tavares e André Seabra (Peugeot 205 MI16) a serem os melhores entre os Veículos Sem Homologação e segundos entre os 2RM. João Faria e António Olas (Peugeot 206RC) completaram o top 3 das duas rodas motrizes na primeira passagem por Lagoa Stage.

 

No entanto e verificadas as contas após a especial, duas penalizações viriam a alterar a classificação. Luís Miguel Rego ‘falha’ o percurso da especial e sofre uma penalização de 10 segundos. Rafael Botelho ‘toca’ em dois obstáculos e com isso ‘perde’ mais 20 segundos. Rego passa a ser o sexto melhor na primeira passagem e Rafael Botelho é relegado para o fundo da tabela de classificação.

 

Na segunda e derradeira passagem por Lagoa Stage, Moura e Eiró voltam a registar o tempo mais rápido, vencendo a Super Especial e retirando ainda três décimos de segundo ao seu melhor tempo.

 

Rego e Henriques voltam a registar o segundo melhor tempo, perdendo apenas 4 décimos para o mais rápido.

 

Salvi e Magalhães são a formação terceira mais rápida, embora viessem a somar 20 segundos ao seu tempo final por dupla penalização, seguindo-se-lhes Rodrigues e Furtado, Mesquita e Diniz e Vale e Medeiros.

 

Rafael Botelho e Nuno Rodrigues da Silva voltam a ser os 2RM mais rápidos, ao que se seguiram Marco Soares e Tomás Vultão (Citroen Saxo Cup) e João Faria e António Olas.

 

Contas finais para Lagoa Stage e são Moura e Eiró a subirem ao lugar mais alto do pódio, com Ruben Rodrigues e Luís Furtado a serem os segundos classificados e Hugo Mesquita e Jorge Diniz a concluir os lugares do pódio.

 

Vencedores e demais participantes em Lagoa Stage foram aclamados no final do rali em cerimónia realizada junto ao NONAGON na presença de representantes do Grupo Desportivo Comercial, da Fábrica de Tabaco Estrela e da Câmara Municipal de Lagoa, entre outros.

 

O Lotus Rallye prossegue hoje com 8 provas especiais de classificação. Dupla passagem por Soluções M, Remédios/Água de Pau, Veredas/Achada das Furnas e Monte Escuro/São Brás é o programa destinado aos pilotos que participam nesta edição do Lotus Rallye. Pelas 17:05 e com o NONAGON novamente como cenário, realizar-se-á a cerimónia de pódio.

 

Classificação final completa de Lagoa Stage.

Fotografia: António Bettencourt (ABett.Rallys)

Ralies

lotus-rallye-2017

Calendário
Social