-->

GRUPO EDA EMPENHADO NA MOBILIDADE ELÉTRICA

Desde a primeira edição do Azores E-Rallye que o Grupo EDA tem participado no sucesso desta iniciativa do Grupo Desportivo Comercial e ao longo da sua história de 40 anos, tem realizado investimentos no sentido de um melhor aproveitamento de fontes renováveis para a produção de eletricidade, nomeadamente a partir de recursos geotérmicos, eólicos, hídricos e fotovoltaicos. Atualmente, a empresa EDA Renováveis tem em exploração, em todas as ilhas dos Açores, com exceção da ilha da Graciosa, infraestruturas para o aproveitamento de diferentes fontes de energias alternativas, em função do potencial dos recursos naturais de cada uma delas. Na ilha Graciosa, a atividade de produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis está atualmente a ser assegurada pela empresa Graciólica.

Apesar do decréscimo verificado no ano de 2021, devido a uma avaria grave na Central Geotérmica do Pico Vermelho, o consumo de eletricidade nos Açores foi abastecido em cerca de 34% a partir de fontes renováveis (38% no ano de 2020).

Existem fontes de produção renovável, como por exemplo a eólica, que não são totalmente aproveitadas em períodos de menor consumo na madrugada. Neste contexto, a EDA tem procurado encontrar na mobilidade elétrica soluções tecnológicas que potenciem o aproveitamento daquele excedente.

Assim, para além da aquisição de veículos elétricos (VE’s) no âmbito da renovação gradual da sua frota, a EDA participou nos últimos dois anos num projeto piloto Vehicle-to-Grid (V2G), no qual foi testado o conceito da bidirecionalidade. Este projeto contou com uma frota de 10 viaturas elétricas, para a qual era realizado o carregamento das baterias nos períodos tarifários de menor custo, no início do dia. Sem prejuízo da função de mobilidade da frota no período laboral, no final do dia (num período de maior consumo), era possível tirar partido da capacidade de armazenamento das baterias dos veículos, que forneciam eventuais excedentes de energia à rede, contribuindo para a satisfação do consumo. Foi ainda testada a possibilidade dos VE’s prestarem serviços de apoio à estabilidade do sistema elétrico, o que se espera vir a ser alcançável em desenvolvimentos futuros.

Atualmente, a EDA está a participar no projeto europeu de gestão de veículos elétricos para a neutralidade de carbono na Europa (EV4EU), que consiste no desenvolvimento de soluções e estratégias Vehicle-to-Everything (V2X), que potenciem a massificação da mobilidade elétrica centrada na sua integração com as redes elétricas e com a comunidade.